Esportes

09
FEV
Sem dinheiro, Águia Negra pode abandonar Estadual
Por: Redação
Sem dinheiro, Águia Negra pode abandonar Estadual

O Águia Negra fez três jogos no Campeonato Estadual e, para um time que foi montado às vésperas da competição, o início seria animador. Foram dois empates e uma vitória que garantem ao clube terceira posição no Grupo B, logo após o líder Sete de Dourados, com sete pontos, e o Corumbaense, com seis. O problema é fora de campo. Sem dinheiro, o clube classifica como incerta a sequência na competição após o jogo deste sábado contra o Corumbaense.

O time de Rio Brilhante ficou perto de não iniciar a competição, se juntando ao Naviraiense, outro campeão estadual que se afastou do futebol profissional por falta de recursos. A chegada do técnico Virgílio Ferreira e de boa parte do elenco foi na última semana antes da primeira rodada. De acordo com o presidente Iliê Vidal, isso só aconteceu porque houve a promessa de pequenos apoiadores da própria cidade ao clube, o que custeou as primeiras despesas. Agora, o recurso acabou e a dificuldade em conseguir os valores para cobrir despesas básicas está incomodando o dirigente.

O Águia ainda sequer conseguiu inscrever todos os jogadores que contratou para a competição. Cinco atletas estão treinando com o elenco e ainda não podem ser utilizados pelo técnico. "São atletas que estão trabalhando com a gente desde o início, mas ainda não conseguimos regulariza-los. Até nisso a gente perde porque temos os gastos com a estadia, alimentação e não conseguimos coloca-los em campo".

A situação afeta setores do clubes que não eram preocupantes em temporadas anteriores. Sem crédito em estabelecimentos em que comprava mantimentos para a alimentação dos atletas, jogadores podem ser dispensados para aliviar gastos. "Não conseguimos pagar comerciantes que nos vendiam fiado e esse crédito infelizmente foi cortado. À partir de segunda-feira teremos sérios problemas até com alimentação". Se isso acontecer, os jogadores ainda teriam que esperar para receber os direitos relacionados à rescisão. "Aí vamos ter que nos desfazer de bens do clube para pagar essas dívidas", avisa Iliê.

Para amenizar o problema, Iliê aposta em um bom público no jogo deste sábado. O clube ainda tentava organiza uma festa de carnaval logo após a partida com ingressos promocionais para os dois eventos, mas a Polícia Militar vetou por falta de laudos para esse tipo de promoção no Estádio Ninho da Águia. "Renda boa é uma esperança, mas estou realmente preocupado. Não temos perspectiva nenhuma de recursos e como vou manter esses jogadores aqui? E o que eles vão fazer se não puderem jogar pelo Águia? É uma situação constrangedora", lamenta.

Após o Corumbaense, o Águia volta a jogar no Ninho na quarta-feira de cinzas, contra o Operário AC, também uma possibilidade de arrecadar, mas o presidente está pessimista. "Depois de segunda não sei como manter os jogadores, então, não sei também se estaremos nessa partida", concluiu.


Fonte: Gazeta MS


Hora agora:
27/05/2018
Cotações em MS:
Publicidade:

Sobre

2009@2018 MS - Diretor Executivo: Renan Carrijo MTE 001341/MS - MS Todo Dia - Notícias a Todo Momento

Fale conosco

(67) 9 9624-6412 Whatsaap

Ms Todo Dia