Costa Rica e região deve receber doses da nova vacina contra a Covid-19

Ministério da Saúde encaminhou primeira remessa da nova vacina para MS

Imagem de compartilhamento para o artigo Costa Rica e região deve receber doses da nova vacina contra a Covid-19 da MS Todo dia

Compartilhe:

Ícone Compartilhar no Whatsapp Ícone Compartilhar no Twitter Ícone Compartilhar por e-mail

O Governo do Estado, por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde), na última segunda-feira (13) do Ministério da Saúde a 1ª remessa da vacina Monovalente XBB da Moderna contra a Covid-19 disponibilizadas aos 79 municípios do Estado.

Os imunizantes chegaram à sede da coordenadoria de Imunização da SES e ainda durante esta semana os municípios poderão solicitar, dentro do quantitativo especificado, a liberação de doses para a retirada. Com isso, cidades da região norte de MS, como Costa Rica, devem receber novas doses.

Conforme a coordenadora de Imunização da SES, Ana Paula Goldfinger, a vacina monovalente XBB vem para ser ofertada para toda a população a partir de 6 meses de idade.

“A vacina é indicada para a imunização ativa e prevenção da Covid-19 para crianças a partir de 6 meses de idade e adultos. A recomendação é que para as pessoas que já tenham tomado a bivalente contra a Covid-19 há mais de 6 meses, que procurem uma unidade de saúde e recebam uma dose de reforço com essa vacina monovalente da Moderna, com a cepa atualizada XBB. Por isso, busque a unidade de saúde e vejam qual é a recomendação para cada pessoa de modo individual”, explica Goldfinger.

Aqueles com maior risco de desenvolver formas graves da doença, independentemente do número de doses aplicadas anteriormente, também podem se vacinar.

Para quem ainda não se vacinou

• De 6 meses a 5 anos de idade: duas doses da vacina XBB, com intervalo de quatro semanas entre elas;

• A partir de 5 anos de idade: dose única da vacina XBB;

• Imunocomprometidos a partir de 5 anos de idade: três doses da vacina XBB, com intervalo de quatro semanas entre cada uma;

Doses de reforço para grupos prioritários

• Idosos a partir de 60 anos;

• Imunocomprometidos a partir de 5 anos;

• Gestantes e puérperas;

• Pessoas vivendo em instituições de longa permanência e seus trabalhadores;

• Indígenas vivendo em terra indígena;

• Ribeirinhos;

• Quilombolas;

• Trabalhadores da Saúde;

• Pessoas com deficiência permanente;

• Pessoas com comorbidades;

• Pessoas privadas de liberdade (≥ 18 anos);

• Funcionários do sistema de privação de liberdade;

• Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas; e

• Pessoas em situação de rua.

Pessoas que pertencem aos grupos prioritários receberão uma dose de reforço anual da vacina XBB, com um intervalo mínimo de três meses da última dose.


(MS Todo Dia com informações Assecom SES/Foto:Reprodução/Agência Brasil)

Você também pode gostar de ler

🏠 Abrir a Inicial para ver todos os assuntos e matérias